Diga NÃO ao Baleia Azul

Prezados Pais,

Um sinistro jogo viral tem causado alarme no mundo: é o jogo da BALEIA AZUL.

Disputado pelas redes sociais que propõe desafios macabros aos adolescentes, como bater fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se, ficar doente e, na etapa final, cometer suicídio.

A preocupação aumentou ano passado, quando fontes diversas chegaram a divulgar, sem confirmação, 130 suicídios supostamente vinculados a comunidades on-line, identificados como grupo da morte.

Como tudo na Internet se espalha muito rápido, esse jogo ganhou visibilidade, provocando uma grande preocupação no meio familiar e escolar.

A escola Anglo Mace, ciente da sua função educadora e em parceria com os Pais, também traz à tona essa questão para que a mesma seja pesquisada, discutida em busca de orientação aos Pais e aos nossos Alunos, visando estratégias para auxiliar as famílias na condução do problema.

Desta forma, estamos orientando nossa equipe de professores e funcionários no trabalho preventivo junto ás nossas crianças e adolescentes.

Alguns pontos nos ajudam a identificar e a evitar que seu filho não se envolva com o jogo macabro BALEIA AZUL:

  1. MUDANÇA DE COMPORTAMENTO: fique de olho se seu filho (a) apresentou alguma mudança de comportamento, isso pode ser um sinal de que a criança ou adolescente esteja sofrendo com algo que não sabe lidar. Isoladamente, mudança no apetite, uso de roupas para se esquivar de mostrar o corpo, são pistas que não podem ser descartadas.
  2. DEMONSTRE INTERESSE: tenha interesse pela rotina do seu filho, conheça seus amigos, entendendo o que fazem e conhecendo-os.
  3. ESPAÇO PARA DIÁLOGOS: Filhos devem se sentir acolhidos. É preciso que as crianças e os adolescentes se sintam à vontade para falar de suas frustações e se sintam apoiados.
  4. VULNERABILIDADE: Adolescente com autoestima baixa e sem vínculo familiar fortalecido é mais vulnerável a cair nesse tipo de armadilha.
  5. CONFIANÇA: O jovem precisa buscar pessoas em quem confia para compartilhar seus anseios. Que ele não ceda às ameaças de quem já está em contato com o jogo e entenda que quem está à frente deles são manipuladores.
  6. Deixar seus filhos informados sobre o jogo da BALEIA AZUL e seus perigos.
  7. Monitorar o uso de smatphones e redes sociais.
  8. Acompanhar o teor de todas as séries que seus filho acompanha pela TV aberta, fechada, netflix etc..
  9. Verificar se seu filho está usando ou comendo algum tipo de doce, bala ou outro tipo de guloseima e o oriente a não receber nada de estranhos.

Devemos estar sempre atentos às atividades das crianças , tendo conhecimento sobre os assuntos por elas tratadas e discutidos.

A parceria ESCOLA-FAMÍLIA é fundamental para resolvermos esta e possíveis outras dificuldades que surgirão nesta bela e sublime missão de educar crianças e jovens.

 

ESCOLA ANGLO MACE

(67) 3316-3600

www.mace.com.br